Quem casa quer casa? | Casei sem Casa

escrito por Julia Jarussi 16 de fevereiro de 2019
Quem casa quer casa? | Casei sem Casa

Quem casa quer casa… Será? Nos fizemos essa pergunta a alguns meses atrás. Sempre ouvimos que para começar a vida é necessário ter um lugar para morar, um carro, um emprego com carteira assinada, um jogo de talheres bonitos para receber as visitas. Enfim, é preciso ter uma rotina e uma condição de vida aparentemente estável. Pode ser que isso seja verdade, e, claro, não vim aqui pra dizer que quem segue tudo isso vai ser (ou é) infeliz. Claro que não. Só que a gente ficou com vontade de testar um estilo um pouquinho diferente, e por isso veio essa decisão de viajar.

Seguros Promo

Lembro que quando contei sobre os nossos planos pra uma amiga, ela me disse: “É legal né, porque geralmente o pessoal depois que casa quer começar a vida, ter uma casa e tal”. Eu fiquei pensando sobre aquilo, até que respondi: “O que pra você é começar a vida?”. Talvez a vida comece a partir do momento em que a gente descobre que pode enfrentar nossos medos e inseguranças e se arriscar em uma nova aventura. Talvez a vida comece na contramão do que a maioria das pessoas julga ser o normal. Talvez a vida comece quando a gente sai da nossa zona de conforto e entende que ela tem muito mais a oferecer e é muito curta pra gente conhecer só o que está ao nosso redor.  Talvez a vida comece quando você confia que Deus pode cuidar dos seus planos e te fazer descobrir coisas novas, e em alguém que diz pra você que vai estar do seu lado em qualquer lugar do mundo.

Parece tudo muito fácil e bonito, né? Mas é claro que tem a parte difícil. Toda mudança traz medo e insegurança. Eu também penso que poderia ser mais fácil ficar quietinha aqui na minha cidade e “começar a vida” de casados de uma forma muito mais normal. Na verdade, tenho certeza que seria muito mais fácil, mas será que é isso mesmo que a gente tem que fazer? O mais fácil? Eu confesso pra vocês que ainda não sei. Mas no meio de toda essa indecisão e questionamentos internos, uma certeza eu tenho: nunca vou precisar me arrepender de não ter tentado.

O mundo espera por nós, né? E eu volto pra contar pra vocês, mas sinto que terei boas notícias. Afinal, eu casei sem casa, e a partir desse dia, meu quintal é o mundo.

Siga o projeto Casei sem Casa no Instagram